Analytics

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Folheto com riscos para Brazilian Embroidery

Semana passada tive a grata surpresa de receber um e-mail de uma amiga virtual, colocando a minha disposição as imagens de suas revistas de autoria de Elisa Maia. São três publicações. Essa semana vou  disponibilizar pra vocês um folheto publicado em 1965. Algumas imagens já foram publicadas aqui no blog, mas dessa vez as imagens foram escaneadas em alta definição, o que vai facilitar o trabalho de quem desejar imprimí-las. É um total de 42 páginas, com riscos e informações como número das linhas e pontos utilizados. Por se tratar de um folheto de tamanho maior que uma folha A4, algumas folhas tiveram que ser escaneadas duas vezes.
Para que todos possam baixar o folheto em seu computador eu coloquei os arquivos no Google docs. Basta clicar nos links abaixo:
Página 1       Página 2       Página 3       Página 4
Página 5       Página 6       Página 7       Página 8
Página 9       Página 10     Página 11     Página 12
Página 13     Página 14     Página 15     Página 16
Página 17     Página 18     Página 19     Página 20
Página 21     Página 22     Página 23     Página 24
Página 25     Página 26     Página 27     Página 28
Página 29     Página 30     Página 31     Página 32
Página 33     Página 34     Página 35     Página 36 
Página 37     Página 38     Página 39     Página 40
Página 41     Página 42 

Quem acompanha o blog já sabe que venho fazendo uma série de publicações com a intenção de resgatar o  estilo de bordado que começou aqui no Brasil com as linhas Varicor durante a década de 1960 e se espalhou pelo mundo. Lamentavelmente esse tipo de bordado, praticamente não é mais feito em nosso país. Nem mesmo é possível encontrar as linhas Varicor a venda em qualquer loja de artesanato. Mas se ele foi esquecido por aqui, o mesmo não aconteceu em outros países. Até onde eu sei, o único país onde se fabrica linhas específicas para o Brazilian Embroidery é nos Estados unidos.
No site da JDR Brazilian Embroidery é possível comprar as linhas Edmar.
Existe até um grupo internacional de mulheres que se reúnem para aprimorar seus conhecimentos nessa área. São quase 450 membros em sete países. Anualmente elas participam de seminários para compartilhar os seus conhecimentos.
Abaixo coloco algumas imagens de bordados feitos com as linhas Varicor, que atualmetne são mais conhecidos como Brazilian embroidery.










Essas imagens são do álbum de Helena Carmem da Silva e algumas já foram publicadas aqui no blog.
Até semana que vem!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...