Analytics

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Não estou sozinha na luta conta o caminho sem fim!

Um dos momentos mais difíceis  dos meus cursos de quilting é quando eu digo que não gosto do tradicional padrão de quilting conhecido aqui no Brasil como caminho sem fim, ou  stippling, se for nos Estados Unidos. Geralmente essa minha afirmativa causa um pouco de desconforto nas minhas alunas. Sempre tem aquela que defende que o caminho sem fim tem seu valor e eu sempre digo que o meu objetivo é oferecer a elas opções para dar um caráter mais original aos seus quiltings.
Até semana passada eu me sentia muito isolada nesse meu pensamento. Mas para minha alegria, a quilter americana Lori Kennedy está lançando uma série de postagens no seu blog só falando sobre as desvantagens de se usar o caminho sem fim nos quiltings!
O blog dela é sensacional. Principalmente para quem está começando. Pois os padrões que ela desenvolve são voltados exclusivamente para quem tem máquina doméstica, que é o caso da grande maioria das brasileiras.
Toda terça-feira ela lança um padrão novo de quilting e ainda oferece um tutorial com fotos. E o legal é que a primeira vista o padrão parece muito difícil de fazer, mas olhando as explicações tudo fica muito fácil.
Se você também pensa como eu, não pode deixar de acompanhar a série de postagens que a Lori Kennedy está fazendo sobre as desvantagens do caminho sem fim e aproveitar para ver as diversas opções que ela oferece. Você não vai se arrepender.
Não posso encerrar essa postagem sem agradecer a Nívea Fabiana do Ateliê Ideias do Coração que me recebeu com muito carinho e às suas alunas também. Adorei a minha turma de Indaiatuba.
Turma reunida para o registro do nosso encontro!

Também não posso deixar de mensionar o lindo depoimento que a minha querida aluna Débora Tonial publicou na página dela do Faceook e que eu compartilhei na minha.

Débora Cristina Tonial adicionou 9 novas fotos.
20 de agosto às 23:43 · Caràzinho · 
Este foi o meu Trabalho de Conclusão de Curso de Quilting Avançado que fiz com a Mestre Silvana Vituriano Da Silva Celistre em São Leopoldo-RS. Conclui ele este mês e ainda não acredito que fui eu mesma que fiz! Mas jamais teria feito sem os conhecimentos que a Silvana nos passou. Considerada uma das melhores professoras de Quilting do Brasil, citada com merecido reconhecimento pela Mestre do Patchwork Tradicional Ana Consentino de São Paulo -SP, a Silvana ministra cursos e Workshops por todo o Brasil e conseguir um curso com ela em seu próprio ateliê foi maravilhoso. 
E também não posso deixar de citar minha Mestre querida do Patchwork Vera Regina Bopp Fuentefria que me orientou na montagem da estrela de oito pontas que não foi nada fácil. Muito obrigada à vocês por tudo o que aprendi ao fazer este trabalho. E um agradecimento especial às colegas de curso Nelita Do Nascimento de Andrade, Terezinha Borges, Fátima Irigoite e Walmi Klagenberg e Jaqueline Pilger (do curso básico) pelo apoio e pela amizade que fizemos! 
Quem entra nesse mundo artístico do Quilting e Patchwork não consegue mais sair. É contagiante!

Segue abaixo algumas fotos da estrela quiltada pela Débora. Nem preciso dizer o quanto fiquei orgulhosa de ver essa estrela tão bem quiltada!




Obrigada a você que vem me visitar aqui toda semana.Beijos e por favor deixe seu comentário para que eu possa saber que você passou por aqui!

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Quilting no avental

O quilting que vou mostrar é mais um daqueles que eu amei fazer. Achei que ficou com uma textura ótima e valorizou bastante as aplicações que foram feitas em virada de agulha (o meu tipo preferido de aplicação).
Esse avental é da Rosa, minha amiga e aluna de patchwork 
A virada de agulha foi feita pela minha amiga Rejane Larcen e ficou impecável!
Um dos motivos que eu amei esse padrão é que ele deu uma textura linda ao avental, sem desvalorizar a aplicação.
Avesso. 
Contornei bem perto as aplicações.

O padrão de quilting se encaixou muito bem em todas aplicações...
...inclusive na do passarinho!
Usei uma manta acrílica da Industria Têxtil Ipê bem fininha de 60gm e ainda ficou com bastante textura.
Aqui um pouco do treino que fiz no papel, antes de ir para a máquina.
Essas eram as imagens que tinha para compartilhar com vocês. Semana que vem espero voltar aqui com mais novidades.
 Estou me preparando para ir a Indaiatuba, onde darei o curso de quilting básico na sexta e sábado! Me desejem sorte!!!
Beijos e obrigada por sua visita!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...