Analytics

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Régua de flying geese

Desde que eu comecei a fazer patch e quilting que eu sabia da existência dessa régua. Vi muitos vídeos da Eleanor Burns ensinando o usá-la, mas ter essa régua pra mim era um sonho muito distante.Até que durante uma de minhas viagens, eu a encontrei, no Ateliê Fio de Ouro no Rio de Janeiro, e não deixei passar a oportunidade.
Recentemente usei essa régua e aproveitei pra fazer um tutoiual de uso dela em português, porque em inglês tem bastante!
Se você se deparar com essa régua em algum lugar e não souber como usá-la, é só dar uma passada aqui no blog e ver essa postagem.
A régua que eu tenho faz os flying gesse é de 3"x 6" e 1 1/2" x 3". Além da régua de flying geese eu usei uma régua pra marcar a margem de 1/4 ", mas dá pra fazer sem essa régua fininha, desde que você tenha como marcar essa medida com outra régua.
Eu fiz o flying gesse de tamanho menor, então precisei de um quadrado de 6" e outro de 4 1/2"

No quadrado menor fiz a mesma marcação que se faz para fazer os triângulos retângulos, com a minha régua de margem de costura.
Depois coloquei o quadrado menor sobre o maior centralizando. Direito com direito.
Alfinetei e levei à máquina para passar as duas costuras.
Depois de costurado, cortei entre as duas costuras. Do mesmo modo como fazemos para os triângulos dentro de um quadrado.
Dei um pequeno corte  transversal no meio da margem de costura.
Novamente fiz a marcação na diagonal do quadrado.
Note que não é para alinhar as costuras centrais. Elas ficam desencontradas.
Depois de costurar é só cortar na linha central.
Você terá dois quadrados como esse.
Agora você poderá usar a régua para cortar os flying geeses. O legal é que o triângulo da régua encaixa certinho  no triângulo de tecido e a gente só tem que aparar os excessos.
Aqui já refilei os três primeiros lados.
Agora só falta refilar a base.
No final teremos quatro unidades, com as margens de costuras perfeitas!!!
Essa não é a única maneira de fazer esse bloco de patchwork, mas é uma técnica bem legal, principalmente porque a gente acaba ficando com uma peça com as margens de costura bem corretas. Mas se você gosta desse bloco e ainda não tem essa régua, nem pretende comprá-la,  no blog tem uma outra postagem ensinando a fazer essas mesmas quatro unidades com uma outra técnica, que não necessita de réguas específicas.
Por essa semana é só. Depois retorno com as novidades do curso de trapunto que vou estreiar em Ponta Grossa!!! Até mais!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...