Analytics

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Chenille

Estava sem tempo para fazer um passo a passo para colocar no blog. Também não sabia sobre o que fazer. Então me veio a ideia de fazer um passo a passo sobre chenille aqui no blog.
Para demonstrar a técnica fiz uma pequena almofada.


Eu não vou me empenhar em ensinar a fazer a almofada, mas em ensinar algumas dicas para que o seu trabalho possa causar um ótimo impacto visual ao ser finalizado.

A primeira dica é que você deve escolher um tecido que tenha os fios bem soltos. Quero dizer: um tecido que desfia muito facilmente como o linho ou o brim. É importante frisar que para essa técnica não é necessário que o tecido seja 100% algodão, mas que precisa desfiar facilmente.
Para saber se o tecido solta o fio fácil é só observar onde foi cortado e reparar na quantidade de tecido que fica solto.
Escolhi o tecido abaixo:
Decidido qual será o tecido utilizado é a vez de decidir quantas camadas de tecido você irá colocar. Para a minha almofada eu coloquei cinco camadas, mas você poderá usar menos ou mais. Isso vai depender da espessura do tecido. Muito grosso terá que usar menos camadas e muito fino pode se fazer mais camadas.

Quando juntar as camadas coloque um tecido maior por baixo. Esse tecido maior vai facilitar na hora de cortar o tecido.



Antes de cortar as tiras é preciso fazer costuras paralelas, sempre com a mesma distância. Na minha almofada eu coloquei dois centímetros de distância entre as linhas. Essa medida pode ser maior ou menor.
Mas é fundamental prestar atenção no sentido do fio antes de iniciar a costura. O efeito de chenille só será o ideal se você fizer as costuras na  diagonal, como se fosse cortar para fazer um viés.
Essa costura a 45 graus permite que todos os fios fiquem presos pela costura.

Na foto acima mostro como fica o tecido depois de cortado entre as linhas de costura.
Como o tecido que escolhi tem o fio bem solto, bastou passar uma escova para que ele ficasse bem fofinho.
Foi bem fácil desfiar. Não precisei nem lavar ou secar na secadora.
Essa técnica de chenille é bastante versátil. Podemos fazer de tudo. De peças pequenas (bolsa, almofada, cachecol etc) a peças grandes como colchas de cama e mantas.
Espero que as minhas explicações possam ajudar a estimular a criatividade de vocês.
Se ficou com alguma dúvida é só postar a pergunta nos comentários que responderei.
Um grande abraço.
Por enquanto é só.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...