Analytics

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Patchwork e quilting em Goiânia

Quem acompanha o blog com regularidade sabe que semana passada estive em Goiânia para acompanhar minha filha, Ana Carolina, numa competição. Eu aproveitei essa viagem para conhecer e entrar em contato com as amigas do blog.
Fiquei muito contente que a Marta Lopes mostrou interesse e veio me encontrar no hotel e me levou para conhecer um ateliê da cidade. Foi uma oportunidade incrível, pois pude quiltar uma manta numa longarm.
Eu e a Marta Lopes na entrada do hotel.
O ateliê que ela me levou para conhecer é o Jujulinha. Um local bem agradável, que, além de oferecer cursos de patchwork e quilting também oferece o serviço de quilting numa longarm.
 A dona do ateliê, a Adriana, depois que soube que eu quiltava, me convidou para quiltar uma peça na sua Gammill.
 Escolhendo os tecidos.
 Nos preparando para colocar os tecidos e a manta na máquina.
 Tudo muito rápido,
 É preciso uns alfinetes grandes e grossos!
 Começando a quiltar.
 Parada para a foto! rsrs
 Retomando o quilting!
 Eu não gostei de quiltar com o regulador de ponto. Achei que a máquina ficou muito pesada.
 Preferi sem o regulador.
 Aqui uma foto da parte inferior da peça, já que a estampa do tecido não ajudou muito na visibilidade do quilting.
Nessa foto estamos a Adriana, proprietária do ateliê, a funcionária que trabalha na máquina e eu.
Para mim que sonho com o dia que poderei comprar uma longarm, esse foi um dia incrível. Pude ter uma noção melhor de como seria minha vida com um equipamento desses: as vantagens e as desvantagens. Depois da conversa que tive com a Adriana, sei que esse não é uma equipamento pra qualquer um, mas continuo sonhando com o dia que poderei ter uma dessas.
Quero deixar aqui o meu agradecimento a Adriana que propiciou essa oportunidade e a sua funcionária (que eu me esqueci de anotar o nome dela) por terem me ensinado tanto e principalmente a minha amiga Marta Lopes que veio de Aparecida de Goiânia pra me ver. Me senti muito honrada com a visita dela. Se o universo conspirar a nosso favor ainda vamos nos ver novamente!!!!

Quase ai me esquecendo: A minha filha não conseguiu pódio no Torneio Nacional de Ginástica, mas eu fiquei muito feliz com o empenho dela na competição. Espero que ela continue perseverante e possa brigar por melhores colocações em outras competições.
Beijos e obrigada a você que passa sempre por aqui pra conferir a novidades.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...